Blog

Como ter um bebê afeta seu relacionamento com o parceiro?

27/11/2020 publicado por: ahsako

A transição de ser um casal para ter um bebê e se tornarem pais é uma experiência empolgante, fortalecedora e transformadora. Da mesma forma, pode também ser desgastante. E a combinação de todos esses fatores pode realmente prejudicar seu relacionamento se você não tomar cuidado.

Uma recente pesquisa mostrou que os casais normalmente experimentam um aumento no conflito e uma diminuição na satisfação geral quando o primeiro filho nasce. Existem vários fatores que contribuem para esses sentimentos, incluindo adaptação a novos papéis, a escassez de tempo, problemas relacionados ao sono e também a preocupação com dinheiro.
Embora ter um bebê seja um momento especial repleto de admiração e admiração, a vida com um recém-nascido é incrivelmente empolgante, contudo, também tem momentos de estresse.  Sem contar que é uma cheia de desafios imprevistos ao longo do caminho.
Veja a seguir, como os casais podem dialogar e se preparar para algumas das armadilhas e problemas potenciais antes de começarem.

Divida responsabilidades igualmente

A maternidade e paternidade,  às vezes, pode ser algo exaustivo caso  as expectativas de participação igualitária não forem atendidas.

Para abordar o assunto, você pode falar sobre como as responsabilidades parentais foram administradas em sua família e como você deseja fazer as coisas em sua própria família. Discuta o que vocês dois gostariam de ver e descubra um meio-termo que funcione para ambos.

Ressentimento, raiva e frustração podem se desenvolver no casamento se um dos cônjuges sentir que está fazendo todo o trabalho e nunca tem descanso. Independentemente de vocês planejarem continuar trabalhando ou se um dos pais planeja ficar em casa em tempo integral , os cuidados com os filhos, a preparação das refeições e as tarefas domésticas precisam ser divididas da melhor forma. É irreal esperar que um dos pais assuma todas as responsabilidades.

Faça um acordo em relação ao sono do casal

Outra grande fonte de discórdia entre os novos pais é sobre a qualidade do sono.  Não é nenhum segredo que os recém-nascidos acordam em horários estranhos e podem até mesmo confundir seus dias e noites. A maioria dos recém-nascidos precisam se alimentar a cada duas ou três horas, especialmente se estiverem amamentando. Isso pode levar alguns meses até que os novos pais tenham um sono ininterrupto, como antes.

Para planejar esse período, os casais devem decidir como lidar com as noites sem dormir. Tente evitar situações em que um dos parceiros durma todas as noites sem se preocupar em se levantar e cuidar do bebê.

Mesmo que um dos parceiros trabalhe durante a semana e o outro fique em casa, eles devem desenvolver uma estratégia que permita aos dois novos pais dormir um pouco.

Por exemplo, o pai que trabalha pode acordar com o bebê nos fins de semana. Ou, se a mãe estiver amamentando e ficar em casa, seu parceiro pode se levantar, trocar a fralda do bebê e trazê-lo para a mãe. Se ambos os pais estiverem trabalhando e alimentando o bebê com mamadeira, eles podem se revezar para cuidar do bebê.

O segredo é que um dos pais não fica encarregado de todas as tarefas noturnas. Fale sobre suas ideias antes que o bebê chegue.

Mas, esteja disposto a mudar isso depois que o bebê nascer, se não estiver funcionando para um ou para ambos.

O importante é que você fale sobre suas necessidades e esteja disposto a trabalhar junto. A solução do sono será diferente para cada casal, mas cada casal deve ter uma.

Mostre apreço  pelo outro

Uma das maiores reclamações sobre o casamento é não se sentir valorizado. Sendo assim, procure valorizar o esforço e dedicação do parceiro ou parceira.

Pequenas palavras como “Você é tão bom com o bebê”, “Adoro que você esteja alimentando nosso filho” ou “Obrigado por trabalhar tanto todos os dias para que eu possa ficar em casa com o bebê”, darão ao seu parceiro ou sua parceira,  a energia muitas vezes necessária para nutrir o relacionamento.

Também pode haver pequenas diferenças na maneira como cada pai troca a fralda ou alimenta o bebê. Abstenha-se de corrigir seu parceiro. Isso pode fazer com que ele desista de ajudar com o bebê.

Esteja disposto a aceitar que seu parceiro pode fazer as coisas de maneira diferente e isso está bem. Diferente não é a mesma coisa que errado.

Invista em seu relacionamento

Seja para passar um tempo a sós, fazendo um programa diferente em casal, ou mesmo para ter relações sexuais e namorar como antes,  é importante que cada um faça um esforço concentrado para manter o romance vivo em seu relacionamento.

Consequentemente, é importante que não haja pressão para ter contato íntimo,  até que vocês dois estejam prontos. No entanto, existem outras maneiras igualmente importantes para os casais se relacionarem, incluindo passar um tempo de qualidade juntos conversando, aninhando-se no sofá durante um filme ou dando um passeio juntos.

Nunca se esqueça de que seu relacionamento é uma prioridade. Você não pode simplesmente colocá-lo em banho-maria e esperar que ele fique bom no decorrer dos anos.

E você, já é mãe? Quais seus maiores desafios? Compartilhe conosco sua experiência!

Tags: